Translate

sábado, 14 de junho de 2014

Aproveitar a vida


“Porque o que me achar, achará a vida, e alcançará o favor do Senhor.”(Provérbios 8:35).

Ainda posso ouvir as palavras de um vendedor, o qual querendo convencer seu cliente a comprar uma sofisticada máquina fotográfica, disse: "A vida é muito curta para não nos permitirmos, de vez em quando, uma pequena extravagância. Precisamos nos conceder um capricho. Então, aproveite a vida?".

A vida é curta de fato; esse vendedor tinha razão. É certo também que a cada dia nos aproximamos do final dela. Sentimos a urgência de não esbanjarmos o tempo que nos foi concedido. Temos de aproveitar a vida sim! Mas isso não significa acumular uma infinidade de bens de consumo que trarão alegrias tão efêmeras quanto superficiais. O que é aproveitar a vida afinal?

A única maneira de realmente aproveitar a vida e não desperdiçá-la é usar o tempo que vivemos neste mundo para termos um relacionamento com o Senhor Jesus Cristo. É conhecê-Lo em profundidade. É cumprir a vocação para a qual fomos chamados, ou seja, de amar "o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças" (Deuteronômio 6:5).

Quando comparecermos diante de Deus, o que importa se fomos ricos ou pobres, se nos divertimos ou quantos bens compramos? Que importância terão as coisas deste mundo quando estivermos perante o Altíssimo? Ele será um Juiz para os que recusaram a Sua graça, mas os que aproveitaram a vida para conhecê-Lo verão o Pai face a face.

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Descanso no Senhor-Salmos 37:7

Meditação Diária
Descanso no Senhor | Pr. Olavo Feijó

 ¶ Descansa no SENHOR, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos. 
Salmos 37:7 -

Cristãos ou não cristãos, vivemos no meio de uma geração oprimida pelo cansaço. Cansaço das coisas, das pessoas, da vida. É, portanto, para nós o recado do Salmista: "Descanse no Senhor e aguarde por Ele com paciência; não se aborreça com o sucesso dos outros, nem com aqueles que maquinam o mal." (Salmo 37:7).

O consumismo que respiramos produz cansaço. As mercadorias saem da moda com muita rapidez. Os instrumentos de comunicação são substituídos pelos produtores, antes mesmo de as ferramentas correntes apresentarem toda sua capacidade de rendimento. Para a cultura ocidental, possuir bens tornou-se o critério da autorrealização pessoal. Nesta guerra de chegar ao topo, a grande perdedora foi a ética, a moralidade. Estabeleceu-se o primado dos fins justificando quaisquer meios.

A receita do salmista vai na contramão do século: "não se aborreça com o sucesso dos outros"; não se envolva "com aqueles que maquinam o mal". O caminho proposto pela Bíblia transcende a miopia dos valores mundanos. Ao invés de se esgotar no trabalho, "descanse no Senhor". Em lugar da escravidão pelos prazos e as horas, "aguarde por Ele com paciência". A cultura proposta pela Bíblia, para nosso século, é aquela que se engaja com a vida espiritual em Cristo. Aqueles que a aceitam, experimentam paciência e descanso.

sábado, 17 de maio de 2014

O Senhor é o meu enfermeiro

SALMO 23 – Paráfrase (O Senhor é o meu enfermeiro)


 O SENHOR é o meu enfermeiro, eu serei bem cuidada.

Deitar me faz numa cama por Ele preparada.

Leva-me para o banho e refresca minha vida.

Guia os meus passos quando ando pelo quarto, porque Ele me ama.

Ainda que algumas noites sejam mais difíceis para dormir, não ficarei ansiosa, porque Tu estás comigo.

                                A Tua palavra através deste Salmo me consola”.

Esta paráfrase nasceu espontaneamente durante uma visita pastoral no hospital. A irmã visitada havia partilhado algumas questões e eu as citei neste salmo. Disse-lhe que os salmos correspondiam às experiências dos autores. Disse-lhe que podemos compor salmos do cotidiano, ou mesmo fazer paráfrases dos salmos bíblicos aplicando nossas próprias experiências com Deus.

As figuras de linguagem utilizadas na Bíblia para apresentar a Deus, falam mais sobre quem descreve do que propriamente sobre Deus. Por isso, podemos compor salmos que apresentam nossas experiências de fé e que expressem nossa visão de Deus. Deus é o tudo que nos preenche em toda e qualquer situação. Desafio você a compor um salmo ou mesmo uma paráfrase, mas que apresente sua experiência pessoal com Deus.

Para alguns Ele ficou conhecido como "Senhor dos Exércitos", para outros Aquele que cura, para outros ainda o Deus presente... e muitas outras expressões. E para você quem é o SENHOR?

Reflita!

terça-feira, 6 de maio de 2014

Retrato da sociedade pós-moderna


A profecia de Jeremias 5
Pr. Heber Toth Armí

O profeta apresenta um quadro social que, embora escrito antigamente, continua bem atual. Os pecados não se renovam, na verdade, se intensificam quanto mais o tempo passa. Veja o retrato da sociedade pós-moderna neste capítulo:

1-As pessoas fazem o que é conveniente, sem importar-se com certo ou errado; portanto, não há justiça e não há busca pela verdade na sociedade
“Dai voltas às ruas de Jerusalém, e vede agora; e informai-vos, e buscai pelas suas praças, a ver se achais alguém, ou se há homem que pratique a justiça ou busque a verdade; e eu lhe perdoarei.” Jeremias 5:1

2-Muitos professam ser religiosos, frequentam à igreja, são batizados, porém, vivem como qualquer criatura sem Deus .
“E ainda que digam: Vive o Senhor, de certo falsamente juram.”Jeremias 5:2

3-Sermões sobre pecado, consequências e arrependimento não causam efeito; são ignorados, considerados ultrapassados.
“Ah Senhor, porventura não atentam os teus olhos para a verdade? Feriste-os, e não lhes doeu; consumiste-os, e não quiseram receber a correção; endureceram as suas faces mais do que uma rocha; não quiseram voltar.”Jeremias 5:3

4-Pessoas cultas e ricas são tão insensatas e estúpidas como os pobres; o mal não escolhe classe social, sexo, cultura ou idade.
“Eu, porém, disse: Deveras estes são pobres; são loucos, pois não sabem o caminho do Senhor, nem o juízo do seu Deus.”Jeremias 5:4

5-Grandes pensadores e líderes influentes se tornaram tão alheio a Deus que quase podem considerá-los ateus.
“Irei aos grandes, e falarei com eles; porque eles sabem o caminho do Senhor, o juízo do seu Deus; mas estes juntamente quebraram o jugo, e romperam as ataduras.”Jeremias 5:5

6-Os pecados atraem terríveis consequências, porém a sociedade continua intensificando sua prática da iniquidade.
“Por isso um leão do bosque os feriu, um lobo dos desertos os assolará; um leopardo vigia contra as suas cidades; qualquer que sair delas será despedaçado; porque as suas transgressões se avolumam, multiplicaram-se as suas apostasias.”Jeremias 5:6

7-Na hora da dor, aflição e sofrimento pessoas recorrem ao Senhor, não como Salvador, mas em busca de força superior para ajudar nas ambições pecaminosas do coração.
“Como, vendo isto, te perdoaria? Teus filhos me deixam a mim e juram pelos que não são deuses; quando os fartei, então adulteraram, e em casa de meretrizes se ajuntaram em bandos.Como cavalos bem fartos, levantam-se pela manhã, rinchando cada um à mulher do seu próximo.”Jeremias 5:7-8

Antes de considerar a situação do mundo, considere a situação de teu coração! Heber Toth Armí

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Equilíbrio emocional


Equilíbrio emocional
Pr. Albino Marks        

Da experiência de Elias aprendemos lições esclarecedoras de como cuidar de nosso corpo e conservá-lo em bom funcionamento para desfrutar equilíbrio emocional saudável. Acrescentemos algumas idéias mais que podem enriquecer nosso conhecimento.

Lazer – Para estabelecer o equilíbrio, entram os períodos de lazer. Os períodos de lazer descontraído são muito importantes para a pessoa proteger-se contra os desgastes da atividade contínua e livrar-se do estresse. É naqueles momentos em que se deixa de lado tudo o que envolve as tarefas do cotidiano e se entrega a uma atividade que tem como objetivo relaxar, que o ser humano renova as suas energias.

Sociabilidade – Pode surgir a pergunta: Lazer e sociabilidade não é a mesma coisa? Em parte sim, mas em grande parte não. Dependendo da atividade em que a pessoa está ocupada como a sua rotina, ela pode encontrar períodos de lazer ficando sozinha. Por exemplo: envolver-se em períodos de leitura, que desviando a mente da atividade rotineira, acabam proporcionando enriquecimento intelectual. Pode ocupar-se em atividade braçal em jardinagem, cultivo de uma horta caseira, ou outra atividade que funciona como lazer.

O lazer traz consigo a amizade e a sociabilidade, começando com os membros da família, passando pelos amigos e mesmo alcançando outras pessoas. Na sociabilidade podemos destacar clubes que promovem encontros para incrementar a formação de amizades, passeios para conhecer lugares turísticos, praticar esportes coletivos. Tudo isso, dentro da medida certa, contribui para manter o equilíbrio emocional.

Pense: “Pois nenhum de nós vive apenas para si”. – Rm 14:7 – Nova Versão Internacional.

Desafio: “Não pensem unicamente em seus próprios interesses, mas preocupem-se também com os outros e com o que eles estão fazendo”. –Fp 2:4 – Bíblia Viva.

quarta-feira, 30 de abril de 2014

A cura do estresse

Levando alívio aos outros
Pr. Albino Marks  
      
A cura do estresse não se encontra em paliativos que não atingem a raiz do problema, que é o pecado. A conduta regida pelas emoções negativas é apenas o fruto de um problema que está esmagando a mente do homem dominada pelo grande inimigo de Deus.

Da missão de Jesus, o médico Lucas declara o seguinte: “Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele”. - At 10:38 - Almeida Revista e Atualizada.

É compreendendo o ministério de Jesus que compreendemos o que precisa acontecer com o homem para que este seja liberto de suas mazelas emocionais. Os traumas emocionais são fruto da opressão do diabo, escravizando o homem sob o pecado. O pecado que atua em “todos os oprimidos do diabo”, acusa-os e tortura-os com o senso de culpa, que não conseguem definir de onde vem, porque se julgam pessoas boas. 

Compreender que estamos vivendo em um mundo sob as consequências do pecado, é um grande dilema e gera inquietantes perguntas, tais como: Por que? O que fiz de errado? Como pode ser? Não compreendo! Estas perguntas só encontram respostas reais e a solução para os problemas na mais importante obra sobre psicologia – a Escritura Sagrada. Nela encontramos o maior, Psicólogo e Psiquiatra – Jesus.

Paulo apresenta outro lenitivo poderoso para os distúrbios emocionais:“Levem os fardos pesados uns dos outros e, assim, cumpram a lei de Cristo”. – Gl 6:2 – Nova Versão Internacional.

Qual a lei de Cristo que Paulo recomenda? A do interesse e serviço em favor do próximo. Entre as cargas pesadas estão as traiçoeiras enfermidades emocionais, que devem ser partilhadas e sempre devemos estar prontos para tornar-nos um ponto de apoio nestas circunstâncias.

Pense: “Eis que eu nasci na iniqüidade, minha mãe concebeu-me no pecado”. – Sl 51:7 – Bíblia de Jerusalém.

Desafio: “Cristo anelava que os seres humanos conturbados, oprimidos e cansados fossem a Ele, para que lhes pudesse dar luz, vida, alegria e paz que não se encontram em nenhum outro lugar”. – Meditação Matinal, 2002, pág. 293.

terça-feira, 29 de abril de 2014

O método de Jesus

O método de Jesus para administrar o estresse
Pr. Albino Marks        

Os discípulos haviam trabalhado arduamente durante a sua viagem missionária. Agora estavam com Jesus e relataram tudo o que haviam feito. Porém, as atividades eram intensas,“ao ponto de eles não terem tempo para comer. Jesus lhes disse: ‘Venham comigo para um lugar deserto e descansem um pouco’”. – Mc 6:31 – Nova Versão Internacional.

Como usamos o nosso tempo de atividades? A atividade foi provida para o homem para ser uma bênção, mas quando ultrapassa os limites transforma-se em traiçoeira armadilha para o seu equilíbrio emocional.

O mundo moderno proveu muitas facilidades e benefícios para o homem. No entanto, muitos desses benefícios podem tornar-se problemas e gerar perturbações.

Fui ao médico e sobre a sua mesa deparei com um pedido: “Durante a consulta, por favor, desligue o celular”. Eis uma coisa boa que pode transformar-se em armadilha. No sábado você vai para igreja para adorar o Criador, que também é o seu maior amigo e promete grandes bênçãos durante o serviço de adoração. Porém, você leva o seu celular. De repente ele interrompe a sua concentração espiritual e você não tem dúvida:

Desliga a conexão com Deus e atende a conexão do celular. Por mais importante que seja a mensagem do celular, o que realmente é importante quando nos encontramos perante o Rei do universo para O adorar? “Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra santa”. - Êx 3:5. Deixe o celular em casa e não misture o santo com o comum.

Pense: “Mas o Senhor está em seu santo templo. Todos os habitantes da terra devem se calar diante dele”. – Hc 2:20 – Bíblia Viva

Desafio: “Dêem ao Senhor a glória que Ele merece!... Adorem ao Senhor na sua perfeita santidade. Todos os povos devem ter um profundo respeito por Ele”. – Sl 96:8 e 9 – Bíblia Viva.

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Terapia de Deus

TERAPIA DE DEUS
Pr. Albino Marks        

Deus receitou para Elias um medicamento muito simples para combater o seu estado de estresse: Uma dieta de alimentação, repouso, exercício físico e confiança na proteção e liderança de Deus.

Alimentação - Não havendo alimentação correta, o corpo ressente-se dos nutrientes necessários para o seu bom desempenho. O corpo mal nutrido, não terá condições de proporcionar uma mente desperta e ágil para compreender as situações e encontrar soluções adequadas. Pelo contrário, um corpo mal nutrido terá uma mente de modo geral cansada e lerda. Sentindo sua incapacidade de acompanhar a desenvoltura dos competidores, a pessoa entra em estado de depressão e estresse.

Repouso – A falta do repouso necessário e restaurador é outro fator que desestrutura o delicado maquinismo do corpo. A ciência comprova que, como regra geral o corpo necessita de oito horas de repouso tranqüilo. Há aqueles que com menos horas de repouso sentem-se perfeitamente bem, mas não constituem a regra. Outros necessitam de período mais longo.

Está também comprovado que a prática milenar da soneca após o almoço, em vez de constituir-se uma perda de tempo, é considerável lucro na produtividade.

Atividades - Para sentir-se bem e realizar-se como pessoa, cada ser humano precisa de atividades. Quem não tem motivação nenhuma para envolver-se em atividade útil, logo estará envolvido pelo tédio, caindo em depressão e estresse. Porém, as atividades necessitam de equilíbrio para não desgastar o conjunto harmônico do todo.

Confiança em Deus – Este é seguramente o fator mais importante. Viver cada dia em inteira dependência de Deus.

Pense: “Não se aflijam com nada; ao invés disso, orem a respeito de tudo; contem a Deus as necessidades de vocês, E não se esqueçam de agradecer-Lhe suas respostas. Se fizerem isso, vocês terão experiência do que é a paz de Deus, que é muito mais maravilhosa do que a mente humana pode compreender. Sua paz conservará a mente e o coração de vocês na calma e tranqüilidade, à medida que vocês confiam em Cristo Jesus”. – Fp 4:6 e 7 – Bíblia Viva.

Desafio: “O Senhor dará uma paz perfeita a todos que confiam nEle, aos que concentram seus pensamentos nEle”. – Is 236:3 – Bíblia Viva.

domingo, 27 de abril de 2014

Eventos excitantes da vida


Eventos excitantes da vida
Pr. Albino Marks        

O profeta Elias viveu acontecimentos que devem ter atuado de maneira muito forte sobre as suas emoções. No entanto, em meio a todas as circunstâncias adversas e situações de confronto, uma questão foi decisiva para manter o seu equilíbrio emocional: a certeza no amor, na provisão e na atuação de Deus em seu favor.

Para a viúva de Sarepta declarou com inabalável convicção:“Pois assim diz o Senhor, o Deus de Israel; ‘A farinha na vasilha não se acabará e o azeite na botija não se secará”. – 1Rs 17:14 – Nova Versão Internacional.

Deixai toda a ansiedade de lado e colocai todas as vossas preocupações nas mãos de Deus. Ele é o Criador de vosso psiquismo e das leis que o regem. Ele sabe como acalmar as vossas emoções e a vossa mente pela atuação de Cristo Jesus. Ele tem poder para desfazer as vossas ansiedades e inquietudes e envolver-vos em perfeita paz mental e emocional.

Por que Paulo tinha tanta certeza que os nossos distúrbios mentais e emocionais podem ser desfeitos pelo relacionamento de confiança estabelecido com Jesus Cristo? Porque é Jesus mesmo quem faz a promessa e assegura que o relacionamento de confiança com Ele devolve a paz mental e emocional: “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não vo-la dou como o mundo a dá. Que o vosso coração cesse de se perturbar e de temer”. – Jo 14:27 – Tradução Ecumênica da Bíblia.

Poderia alguém oferecer melhor solução para transformar o estresse em tranqüilidade e confiança? A cura do estresse somente não acontece porque o ser humano é resistente em estabelecer o relacionamento de confiança com Jesus Cristo.

Pense: “Tudo isso acontecerá porque disseste: ‘O Senhor é a minha proteção! O Grande Deus é a minha morada segura!’ O mal não te apanhará de surpresa e o seu lar não será atingido por desgraças”. – Sl 91: 9 e 10 – Bíblia Viva.

Desafio: “Entregue todas as suas preocupações ao Senhor. Ele levará o peso dos seus problemas. Deus nunca deixa o justo tropeçar e cair”. – Sl 55:22 – Bíblia Viva.

sábado, 26 de abril de 2014

O que Deus vê


O que Deus vê
Pr. Albino Marks     
   
Como Deus realmente pensa a nosso respeito? “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal.” - Jr 29:11 – Almeida Revista e Atualizada.

Observemos as palavras vibrantes do amor de Deus pelo homem envolvido pelo pecado: “Pois que és precioso aos meus olhos, és honrado e eu te amo...“ - Is 43:4 – Bíblia de Jerusalém.“Pois para mim você vale muito.” – Bíblia na Linguagem de Hoje. Deus confere grande valor a todo ser humano. Isto não é uma afirmação acadêmica, mas encontra sua expressão mais forte e real no Calvário. O valor do ser humano para Deus é avaliado na base de sangue; sangue não tem preço, sangue tem valor. “Para Mim você vale muito”.

“Aos meus olhos.“ - Quando Deus se refere a Seus olhos, relacionado para com o pecador, isto significa que lhe pertencemos. “Quem vos toca, toca na pupila de meu olho.” - Zc 2:12 – Bíblia de Jerusalém. “Você me pertence”.

Significa também que revela grande admiração e zelo por nós. Criou-nos à Sua imagem e semelhança; somos Sua obra prima. “Eu admiro você”.

“És honrado.“ - Em outras palavras Deus está dizendo: “respeito a tua personalidade, tua autonomia:” Deus nunca age por compulsão impondo a Sua vontade de maneira despótica, mas amorosamente faz o apelo à razão: “... escolhei hoje a quem quereis servir...” - Js 24:15 – Bíblia de Jerusalém. “Eu respeito você”.

“E eu te amo.“ - O profeta Oséias transmite esta mensagem com comparações sensíveis aos sentimentos humanos: “Atraí-os com cordas humanas, com laços de amor...” - Os 11:4 – Almeida Revista e Atualizada. “Eu amo você”.

Esta é a maneira de Deus revelar a Sua graça e satisfazer as necessidades de Suas criaturas: conferindo valor, transmitindo a certeza de que somos dEle, expressando admiração por nós, respeitando nossa personalidade e mostrando genuíno e profundo amor.

Pense: “O Senhor fica decepcionado quando seu povo se estima a si mesmo de pouco valor. Deseja que Sua escolhida herança se avalie segundo o preço que Ele lhe deu. Deus a queria, do contrário não enviaria Seu filho em tão dispendiosa missão de a redimir”. – Desejado de Todas as Naç/ões, pág. 668.

Desafio: “Todo o que é chamado pelo meu nome, a quem criei para minha glória, a quem formei e fiz”. – Is 43:7 – Nova Versão Internacional

sexta-feira, 25 de abril de 2014

O que os outros veem


O que os outros veem
Pr. Albino Marks      
  
Autoestima, seria:
1. O que os outros pensam de mim?
2. O que os outros fazem pensar de mim mesmo?

Já dissemos que a palavra autoestima transmite a idéia de que é o resultado daquilo que pensamos e fazemos de nós mesmos. Sugere também que os outros influenciam a formação de nossa autoestima. Essa perspectiva humanista é apresentada com força.

A subtileza de ação e influência é exercida em exaltar a pessoa nas atividades em que se sobressai na competição com outros. De alguma forma, essa maneira de os outros estabelecerem critérios de comparação, influencia a autoestima. No entanto, não contribui para a formação de uma autoestima sadia e feliz.

Repito parte de uma citação supra: “A intensidade toma posse da família humana. Permeia tudo sobre a Terra. E para que? Esportes, jogos, divertimentos; as pessoas correm e se aglomeram e contendem pela supremacia. Aquilo que é comum e perecível lhes absorve a atenção, de modo que pouco pensam nas coisas de interesse eterno”. - Meditação Matinal, 2002, pág. 313.

A maneira humana de ver e avaliar as outras pessoas, influenciando-as em sua autoestima, sempre segue a exaltação do mais forte. Esportes, jogos e divertimentos colocando em confronto as pessoas em disputas pela supremacia. Ocupando-se com valores perecíveis sem ter tempo para pensar em valores eternos.

Por algum tempo, o exaltado, glorificado, pode até sentir a sua autoestima alçando às alturas. Porém, como ela se fundamenta nos aplausos humanos, tende a desfazer-se como a névoa sob a ação dos raios solares.

Pense: “A desgraça está um passo depois do orgulho; logo depois da vaidade vem a queda”. – Pv 16:18 – Bíblia Viva.

Desafio: “O homem é derrubado pelo seu orgulho; para subir na vida é preciso ser humilde”. – Pv 29:23 – Bíblia Viva.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Autopercepção


Autopercepção
Pr. Albino Marks   
     
Como entender o que verdadeiramente é autoestima? Seria:
O que penso de mim mesmo?
O que os outros pensam de mim?
O que os outros me fazem pensar de mim mesmo?

A palavra autoestima transmite a idéia de que é o resultado daquilo que pensamos e fazemos de nós mesmos. Se ficarmos apenas com a perspectiva humanista, esta idéia é apresentada com força. No entanto, se olharmos a autoestima do lado espiritual, descobriremos aspectos que merecem nossa atenção.

Exemplo esclarecedor - Imaginemos Davi pensando a respeito de si mesmo após o seu envolvimento adúltero: Eu sou o rei! Sou o mais importante em Israel. Eu o fiz porque sou o soberano! O fiz porque soube atraí-la e seduzi-la. Haveria algo mais estimulante para o ego de alguém do que pensar que é o maior? Pensar que é extremamente atrativo para o sexo oposto?

Mas como, em verdade, estava a autoestima de Davi? (Leia em Pense) Haveria algo mais frustrante do que ter a certeza de estar errado e estes erros aparecerem cotidianamente ante os olhos? Algo mais frustrante do que saber que tudo que faz é detestável? Estar convencido de que desde que nasceu é uma droga?

O pensamento do rei de si próprio: Eu sou o maior, sou o rei, sou atrativo para as mulheres, sou bom, sou justo, gosto muito deste meu modo de ser. Em quanto poderia melhorar a auto-estima de Davi com base neste seu valor pessoal? Como ele, realmente se sentia? (Leia em Desafio).

Choro, canseira e forças esvaídas, não parecem revelar uma autoestima alentadora.

Pense: “Pois eu conheço bem os meus erros, e os meus pecados estão sempre diante de mim. Pequei contra ti - somente contra ti - e fiz o que detestas... De fato tenho sido mau desde que nasci; desde o dia do meu nascimento tenho sido pecador.” - Sl 51:3-5. Bíblia na Linguagem de Hoje.

Desafio: “Enquanto não confessei o meu pecado, eu chorava o dia todo até cansar... e as minhas forças se acabaram como o sereno que seca no calor do verão.” - Sl 51:3 e 4 – Bíblia na Linguagem de Hoje.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Emoções e sentimentos



Emoções e sentimentos
                           Pr. Albino Marks        

 “Vocês... são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz”. – 1Pe 2:9 – Nova Versão Internacional.

Na Escritura Sagrada obtermos uma visão clara e correta da autoestima. A perspectiva humanista ainda que traga boas informações, tende a distorcer a correta compreensão desta parte tão importante de nossa estrutura psíquica. A autoestima está intimamente relacionada com as necessidades e a sua satisfação. Portanto, está ligada às nossas emoções.

As emoções ou sentimentos são os sinaleiros que alertam para a satisfação ou não das necessidades. As necessidades satisfeitas determinam uma autoestima sadia e positiva. As necessidades não satisfeitas atuam no sentido de baixa autoestima.

Uma questão muito delicada que precisa ser compreendida em relação à autoestima, são as influências externas que sofremos como seres humanos. Pelo menos três influências atuam sobre o psiquismo humano: Deus, Satanás e o nosso semelhante. De modo geral o estudo do psiquismo humano desconhece ou pelo menos desconsidera as duas primeiras fontes de influência. No entanto, quer queiramos quer não, somos influenciados por estas duas forças. Deus, atuando no sentido de promover o bem daqueles que são Suas criaturas; Satanás, trabalhando no sentido de separar o homem de seu Benfeitor, e de criar instabilidades emocionais no delicado sistema psíquico humano.

Uma influência relativamente fácil de ser compreendida é a de nossos semelhantes. Somos influenciados pelo cônjuge, pelos pais, pelos filhos, pelos amigos e mesmo estranhos, em nossos relacionamentos no dia a dia.
Pr. Albino Marks   

 “No entanto o Deus Eterno continua esperando porque Ele quer ser bondoso e ter compaixão de vocês; pois ele é Deus que faz o que é direito. Felizes são aqueles que põem a sua esperança nEle.” - Is 30:18 – Bíblia na Linguagem de Hoje.

“Pois nenhum de nós vive apenas para si”. – Rm 14:7 – Nova Versão Internacional.

sábado, 19 de abril de 2014

Vivos pela fé-Rom. 1:17


Vivos pela fé
 Pr. Fernando Beier    

“Visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá pela fé” (Rom. 1:17).

A vida cristã é um processo de fé. Percebemos isso quando em nossa experiência com Cristo, notamos que somos dependentes dEle para tudo. Para crer Nele, precisamos dEle!

A fé é tão importante na vida cristã, que sem ela nada faria sentido. Veja:

A fé me faz crer que Deus existe e cuida de mim.

A fé me faz aceitar minha dependência de Deus.

A fé me faz querer o perdão divino.

A fé me faz crer que fui perdoado.

A fé me faz vencer por Cristo.

A fé me faz sentir que estou vivo.

Enfim, como afirmou Thomas Watson, “a fé é a artéria da alma”.

Pense: “A fé simples honra a Deus, e Deus honra a fé simples”. – Mary Winslow

Desafio: Você tem fé porque foi perdoado, ou o perdão lhe deu a fé?

terça-feira, 1 de abril de 2014

Para o Senhor-Colossenses 3:23


Faça tudo como se fosse  para o Senhor

“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração como para o Senhor e não para homens” (Colossenses 3:23). 

A base de todos os relacionamentos dos cristãos deve ser o Senhor. Tudo o que fazemos deve ser para a sua glória, para exaltar o seu nome e para o crescimento do seu reino. Isso inclui a responsabilidade do cristão para com os empregadores (senhores, Colossenses 3:22).

Como mensageiros de Deus, passamos muito tempo ao redor dos perdidos. Se levamos a sério viver e andar como Deus deseja, devemos tratar o nosso ambiente de trabalho como um lugar para influenciar a vida daqueles com os quais temos contato.

Devemos ter o cuidado de não sermos presunçosos, achando que os colegas de trabalho, os vendedores, supervisores, etc. não se interessam por assuntos espirituais. Vivemos numa época em que as pessoas têm problemas tremendos. Ouvimos gritos de socorro daqueles que nos cercam. Quantas vezes não ouvimos as pessoas dizer: “Parece que falta algo em minha vida”? O povo de Deus tem a resposta. Podemos preencher o vazio!

O tema da carta escrita à igreja de Colossos é a plenitude em Cristo Jesus. “Porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade. Também, nele, estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade” (Colossenses 2:9-10). Assim, devemos olhar para o exemplo de Cristo em tudo o que dizemos ou fazemos. O apóstolo nos manda, no texto que citei no início deste artigo, trabalhar “de todo o coração”. Poderíamos dizer: “Entregue tudo o que tem” ou “Dê o seu melhor”. O rei Salomão disse: “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças” (Eclesiastes 9:10).

Ao fazermos esse esforço de darmos ao nosso empregador tudo o que temos, devemos entender as cláusulas do contrato de trabalho. É importante sabermos quando e onde devemos trabalhar; quais os horários que os nossos empregadores querem que estejamos trabalhando. Será que essas horas coincidem com outros compromissos que assumimos (por exemplo: momentos importantes em reunião com a igreja ou com a família)? Será que esse emprego nos afastará da família de tal modo que nos prejudique (p. ex.: muitas viagens ou horas extras demais)? Quanto esse emprego paga? Será que é suficiente para sustentar a minha família? Será que a compensação é bastante justa para o esforço empreendido? Todas essas são perguntas importantes que devemos fazer antes de aceitar um emprego. Muitas vezes essas questões passam despercebidas até o primeiro pagamento ou a primeira viagem de negócios. Isso faz com que alguns negligenciem o trabalho que receberam.

Deus nos abençoou ricamente com um governo que nos permite trabalhar arduamente, dar o nosso melhor e ser recompensados pelo esforço que empreendemos em nossa determinada linha de trabalho. Como cristãos, tenhamos certeza de que estamos nos esforçando em nosso ambiente de trabalho. Como funcionários cristãos, devemos ser os melhores!

O rei Ezequias propôs-se a agradar ao seu Senhor. A Bíblia diz que ele “fez o que era bom, reto e verdadeiro perante o Senhor, seu Deus, em toda a obra que começou no serviço da Casa do Senhor, na lei e nos mandamentos, para buscar a seu Deus, de todo o coração o fez e prosperou” (2 Crônicas 31:20-21).

Entendemos que servir com fidelidade aos nossos empregadores é agradável ao Senhor. Deus nos disse: “Servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne com temor e tremor, na sinceridade do vosso coração, como a Cristo, não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus; servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens, certos de que cada um, se fizer alguma coisa boa, receberá isso outra vez do Senhor, quer seja servo, quer livre” (Efésios 6:5-8).

Como os funcionários se esforçam para fazer a vida de modo honesto, vamos buscar “as coisas lá do alto” e pensar “nas coisas lá do alto” (Colossenses 3:1-2). O nosso Senhor está sempre com os seus filhos e sempre podemos depender de sua ajuda em qualquer momento de nossa vida.

Lembre-se das palavras do rei Davi, quando incentivou seu filho Salomão a construir o templo do Senhor: “Sê forte e corajoso e faze a obra; não temas, nem te desanimes, porque o SENHOR Deus, meu Deus, há de ser contigo; não te deixará, nem te desamparará, até que acabes todas as obras para o serviço da Casa do SENHOR” (1 Crônicas 28:20).

–por James L. Johnson

domingo, 30 de março de 2014

Criação do Fim do Mundo


Refletindo

Criação do Fim do Mundo
(Enoch de Oliveira)

No princípio era a Terra e ela tinha forma e beleza. E o homem habitava as planícies e vales da terra. E disse o homem: "Edifiquemos prédios neste belo lugar." E construiu cidades e encheu a Terra de aço e concreto. E as campinas desapareceram. E viu o homem que isso era bom.

No segundo dia, o homem olhou as águas da Terra. E disse: "Joguemos nossos refugos nas águas para acabar com o lixo." E assim fez. E as águas se tornaram poluídas e seu odor fétido. E viu o homem que isso era bom.

No terceiro dia, o homem olhou as florestas da terra e viu que eram exuberantes. E disse: "Serremos madeira para as nossas casas e cortemos lenha para nosso uso." E assim fez o homem. E as árvores desapareceram e a Terra se tornou árida. E viu o homem que isso era bom.

No quarto dia, o homem viu que os animais corriam livremente pelos campos e brincavam ao Sol. E disse: "Enjaulemos os animais para nosso divertimento e os matemos por esporte." E assim fez o homem. E não havia mais animais sobre a face da Terra. E viu o homem que isso era bom.

No quinto dia, o homem respirou o ar da Terra. E disse: "Espalhemos nossos detritos pelo ar, pois os ventos o dissiparão." E assim fez o homem. E o ar se impregnou de fumo e gases que não podiam ser eliminados. A atmosfera se tornou pesada com a fumaça que sufocava e ardia. E viu o homem que isso era bom.

No sexto dia, o homem olhou o próprio homem. E ouvindo as muitas línguas e vendo as diferenças raciais, temeu e sentiu ódio. E disse: "Façamos grandes máquinas para destruir a estes, antes que nos destruam." E construiu enormes máquinas e a Terra foi convulsionada com a fúria das grandes guerras. E viu o homem que isso era bom.

No sétimo dia, havendo o homem terminado toda a sua obra, descansou. E a Terra estava silenciosa e vazia, pois já o homem não habitava sobre a face da Terra.

E isto foi bom!

(Enoch de Oliveira)

sábado, 29 de março de 2014

A Criação - A Terra é Testemunha



Assista o vídeo a Criação- A terra é testemunha

"No princípio criou Deus os céus e a terra" (Gênesis 1:1). "No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito." (João 1:1-3)

"Assim foram concluídos os céus e a terra, e tudo o que neles há. No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou. Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação." (Gênesis 2:1-3)

O vídeo a seguir ilustra um pouco a Criação, o surgimento de todas as coisas, de toda a vida, segundo a visão da Bíblia. E encerra fazendo-nos refletir no dia que foi tratado de forma tão especial pelo Criador, mas que é tão esquecido ou até desconhecido por Suas criaturas. Assista e reflita:

segunda-feira, 24 de março de 2014

Inutilidade


Ninguém é inútil para Deus
“Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele.” (1 Coríntios 1.27-29)

Os ensinamentos de Cristo são a melhor coisa que conheço para aprendermos a ignorar o ego (a carne) e abraçar o espírito. Foi isso que eles fizeram por mim.

Deus escolhe aquilo que o mundo descarta como inútil. Não há casos sem esperança, nem pessoas inúteis aos olhos de Deus. Cada um de nós é Sua criação especial. Não somos um acidente; e se lhe dermos uma chance, Ele poderá restaurar qualquer coisa que tenha sido danificada e nos ajudar a ser alguém que até nós mesmos ficaremos felizes em ser. O ego adora a competição e ser o primeiro de tudo, mas qual é o propósito da competição? O que ela faz por você? Nela não há contentamento, nem alegria.

A competição não lhe dá a única coisa que realmente importa – salvação eterna e paz com Deus. Para obter isso, você tem que abrir mão do ego e abraçar o espírito; e muitas vezes as pessoas que têm mais facilidade em fazer isso não são as poderosas ou as ricas, mas as mansas. As pessoas mansas sabem que não são nada sem Deus e não têm nenhum problema com isso. 

É através delas que Deus escolhe operar. O espírito não cresce na competição, pelo contrário, ele cresce na cooperação e no amor; porque a única meta verdadeira é conhecer a Deus, e então ajudar os outros, através do amor, a também virem a conhecê-lo.
Joyce Meyer

domingo, 23 de março de 2014

Temor Reverente

O único tipo certo de temor

“Aquele que teme o Senhor possui uma fortaleza segura, refúgio para os seus filhos”. (Provérbios 14.26)

Só existe um tipo certo de temor descrito na Bíblia – o temor reverente que se maravilha perante Deus. 

Temer a Deus não significa ter medo Dele ou crer que Ele vai prejudicá-lo de alguma forma. 

Ter medo de Deus ou do que Ele possa vir a lhe fazer é uma perversão do tipo de temor que Deus quer que tenhamos em relação a Ele. 

O temor a Deus que a Bíblia menciona é o tipo de temor que teríamos por uma autoridade. É o tipo de temor que uma criança tem de seus pais, as esposas de seus maridos, os alunos de seus professores. É uma espécie de respeito divino que envolve um temor reverente e admiração. 

Em nossa sociedade não há mais muito respeito à autoridade. Pelo contrário, há muita rebelião.

Provérbios 14.26 é um versículo interessante: “No temor do Senhor, tem o homem forte amparo”. Por quê? Se você tiver um temor reverente e um senso de admiração, vai obedecer. Você vai fazer o que Deus diz para fazer, e através de sua confiança Nele vai continuar crescendo. 

Ter um temor reverente com um senso de admiração a Deus tem um efeito positivo no seu relacionamento com as pessoas. Eu notei que quanto mais temor reverente e admiração tenho por Deus, mais percebo quem Deus é, e mais cuidado tenho em lidar com as outras pessoas. 

Sei que vou prestar contas a Deus pelas minhas ações e que os outros são tão valiosos para Ele como eu sou valiosa aos Seus olhos.
Joyce Meyer

sábado, 22 de março de 2014

Atravessando o rio-Marcos 4:35

ATRAVESSANDO O RIO
 Dan Crawford

“Passemos para a outra margem” Marcos 4:35

Quando avançamos a mando de Cristo, não devemos pensar que não seremos alcançados por tempestades; os discípulos estavam seguindo adiante a mando de Cristo, e mesmo assim tiveram que enfrentar um furioso temporal. Viram-se em perigo de submergir, de tal forma que, em seu desespero, clamaram pelo socorro do Senhor.

Se Cristo demorar a vir nos socorrer na dificuldade, isto será para o nosso bem, podemos ter certeza disso; para que nossa fé se torne vigorosa e robusta, e aumente o nosso desejo de libertação, assim, quando o livramento vier, o apreciaremos mais plenamente.

Cristo os repreendeu com brandura, dizendo: “Como é que não tendes fé?” Por que vocês não deram o grito de vitória, mesmo em face da tempestade, e não disseram aos ventos e às vagas: “Nada nos podeis fazer, pois Cristo, o poderoso Salvador, está no barco”? É muito mais fácil confiar quando o sol está brilhando do que quando estamos no meio do temporal. Nunca sabemos quanto possuímos de fé verdadeira, enquanto ela não é posta à prova; mas o Salvador está a bordo. Para estarmos fortes no Senhor e na força do Seu poder, a nossa força precisa nascer no meio da intempérie. Com Cristo no barco Tudo vai muito bem.

Cristo lhes disse: “Passemos para a outra margem”; não disse casualmente: “Vamos para o meio do lago” — para então se afogarem, apanhados de surpresa pelo temporal. Ele sabia o que estava fazendo.
Dan Crawford, em “LIDAR COM CONFLITOS”

sexta-feira, 21 de março de 2014

As Obras Comprovam A Fé


Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo? Tiago 2:14 -

O ensino de Jesus e dos apóstolos declarou o papel essencial da graça divina, no processo de recuperar a saúde e a integridade espiritual dos seres humanos. Este mesmo ensino, entretanto, nunca recomendou uma vida que diz acreditar na santidade, mas que, na prática evidencia injustiça e imoralidade. “Meus irmãos, que adianta alguém dizer que tem fé se ela não vier acompanhada de ações? Será que esta fé pode salvá-lo?” (Tiago 2:14).

A lógica de Tiago é tão simples quanto o argumento de Jesus: “vocês conhecerão os falsos profetas pelas coisas que eles fazem (Mateus 7:20). Como alguns dizem, hoje em dia, o comportamento de muitos “desprega” o Evangelho e gera ateus.

Todos os escritores do Novo Testamento confirmam a missão de Jesus Cristo. O Mestre não veio para fundar outra religião. Ele veio até nós para nos capacitar a viver em comunhão com Deus. Quando aceitamos a Cristo, aceitamos este tipo de vida. Por consequência, a vida cristã tem que ser caracterizada por “boas obras”. As boas obras confirmam a fé genuína.(Pr. Olavo Feijó)

quinta-feira, 20 de março de 2014

Confiança Máxima! Salmos 145:14


Âncoras para a Vida

Confiança Máxima!

O Senhor ampara todos os que caem e levanta todos os que estão prostrados. Salmos 145:14

Quando as tempestades chegarem na tua vida descanse no Senhor e lembre-se que Deus quebra todas as barreiras e Jesus é a chave para todos os problemas. Se Deus alimenta os pássaros o que não fará por você que é a menina dos olhos Dele? Você é precioso para Deus!Mesmo que caminhe pelo vale das sombras. Ele está contigo!
Acredite!

quarta-feira, 19 de março de 2014

Buscar a Deus é preciso


Busque a Deus sempre!
Ele nunca está longe de voce, você é quem se afasta Dele.

Busque a Deus todo dia, toda hora.

Sabe por que?

Porque na hora que você precisar Dele, quando você estiver passando por uma provação, você não precisa temer nada, porque tem a certeza de que Ele vai te livrar de qualquer aflição!

Busque ao Senhor, continuamente, incansavelmente!

E não busque somente  bênçãos , busque estar em comunhão com Deus!
Quando você está  com o Senhor, passa pelo vale ou pelo deserto e sente a  paz que só Deus pode dar!

Não só faça pedidos, mas agradeça sempre!

Mesmo que tudo esteja parecendo ruir, agradeça!

Com Deus você tem a certeza de que a qualquer momento Ele vem ao seu socorro e te livra.

Não importa como nem quando, mas saiba que Ele livra!

Não importa qual seja seu problema, Deus tem a solução.

Não questione os porquês, Deus sabe todas as coisas!

Para tudo há um propósito nesta vida, e se você não entende porque passa por tribulações, não tente entender, mas confia em Deus, sempre!

Ele sabe o que faz! Ele sempre tem o melhor para você!

Basta crer! Basta confiar!Basta esperar!

"Busquei o Senhor e Ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores." Salmo 34.4
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...